Artigos Publicados

Alcançando metas estabelecidas

Era uma vez… num reino distante, um menino que desejava muito casar com a princesa. Sonhava com ela, imaginava como seria o encontro, o que lhe daria de presente, as palavras que diria… O tempo foi passando, o menino continuou sonhando…, crescendo…, tornou-se adulto, sonhando com a sua princesa… Um dia, já bem velhinho, chorava lembrando do sonho que acalentou tantos anos e não conseguiu realizar. Perguntou: Onde eu errei Senhor? Sempre acreditei profundamente em Ti, que me ajudarias a conquistar a minha amada. Desde menino, sempre quis me casar com a princesa, imaginei tudo que aconteceria, nos mínimos detalhes, até mesmos as juras de amor que iria lhe fazer, mas olha só no que deu?! Estou aqui na maior tristeza e a minha princesa nem sabe que existo! Um Anjo materializou-se ao seu lado e, com toda a delicadeza, enxugou as lágrimas dos seus olhos e perguntou-lhe: “Meu querido Amigo, o que você fez para a princesa saber que desejava casar-se com ela? Que atitude você tomou para conhecê-la e viabilizar o seu sonho?”

Esta simples história ilustra o que fazemos muitas e muitas vezes na vida, a respeito daquilo que queremos. Eu quero tanto… Mas, e daí? Se fosse assim tão fácil, não teria nem graça… Para lidarmos com tudo na vida precisamos de objetividade. Enquanto ficamos pensando, sem tomarmos uma atitude, nada realmente acontece.

Então, o que é preciso fazer para alcançar o que se quer?

Em primeiro lugar, um objetivo bem claro, que realmente identifique o que você deseja. Daí se perguntar: “o que me impede de ter o que quero? O que desejo vai prejudicar a minha vida ou de alguém que amo?” Se você conseguiu responder estas perguntas, já está no caminho.

Seja absolutamente honesto consigo mesmo! Na medida em que você for identificando quais os impedimentos, poderá também já estar encontrando as saídas. Pelo menos, estará mais próximo delas!

O problema é que, na maioria das vezes, você se depara com mudanças internas que precisam ser realizadas. E aí, estará disposto a realizar estas mudanças?

Enquanto você não tiver a disposição de fazê-lo, não terá êxito. Se verdadeiramente quiser mudar, escolherá fazê-lo e assumirá o compromisso de se dedicar ao processo de mudança. Porém, se confiar no pensamento de que deve mudar, tomará a decisão de fazê-lo e então sentirá que está se sacrificando. Seguir os conselhos dos amigos ou os desejos dos membros da família resulta em decisões; seguir seu ritmo interno resulta em escolha!

E como irá atingir o seu objetivo? Eis o momento de você traçar a sua estratégia, o seu planejamento de atividades que deverão ser realizadas para alcançar o que você quer. Não importa se o seu objetivo é material, financeiro, espiritual, emocional, ou simplesmente fazer exercício físico. Você vai precisar de uma estratégia do mesmo jeito! É claro que terá que estar adaptado àquilo que você quer atingir. Aqui está mais um bom motivo para você ser bem claro com relação ao seu objetivo.

Toda a vez que precisar fazer uma mudança em sua vida, além do objetivo claro, da disposição, você também precisará de paciência, porque todo o objetivo leva um tempo para ser realizado. Aí vem a pergunta: em quanto tempo você quer o que se propõe? Estabeleça um prazo, mas um prazo viável. A paciência é uma demonstração de tolerância enquanto você espera pelo resultado daquela mudança que está sendo trabalhada. E, como você já deve saber a mudança raramente é fácil e você precisa praticar a delicadeza e a paciência, consigo mesmo, enquanto vai trilhando seu caminho neste processo. Trabalhar um objetivo pode ser um processo lento, meticuloso e a paciência lhe dará o ânimo de que precisa para atingir o que você quer. Lembre-se do prazo que você estabeleceu. Procure cumpri-lo à risca. Estabeleça um sistema para checar as atividades que envolvem a realização da sua meta. Por exemplo, se o seu objetivo levará um ano para ser realizado, a cada final de mês, sente com o seu projeto (que já deve ter sido escrito, juntamente com a sua estratégia), avalie o que você já fez, veja quais são as atividades para o próximo mês, coloque-as na sua agenda. Existe algum item que você não conseguiu realizar? Pergunte-se onde foi que ficou pendente e porque. Empenhe-se na conclusão de cada etapa.

No meio do caminho, muitas vezes vai batendo o cansaço, uma sensação de que é melhor desistir… quem sabe, mudar o objetivo? É justamente neste momento que irão entrar outros dois componentes: o compromisso e a persistência.
Compromisso significa devotar-se a um objetivo ou a alguém e permanecer com ele – não importando o que venha a acontecer. Então estará na hora de renovar o seu compromisso, e aí é importante que você tenha o seu objetivo escrito, para facilitar o seu contato com ele!
A persistência é que vai levá-lo de um estágio a outro do processo, junto com a paciência, impedindo que você desista do que tanto quer, mas tomando atitudes bem concretas para realizar.

É necessário ser realista: muitas vezes você se depara com questões que sozinho não consegue vencer. Está na hora de ter a humildade suficiente para procurar ajuda. Esta ajuda poderá vir através do seu terapeuta ou através de um trabalho desenvolvido com este objetivo específico como o workshop “Ser Próspero Atingindo as Metas Estabelecidas”, onde estas questões são trabalhadas com técnicas apropriadas.

Se você trilhar estas etapas, com objetividade, clareza e atitudes viáveis, com certeza chegará naquele ponto tão desejado: a celebração do que você conquistou, recompensando a si mesmo pelo sucesso alcançado! Você pode e deve estabelecer um prêmio! E comemorar!!!!

Publicado em agosto de 2001, Revista Ser Total