Artigos Publicados

Astroterapia: estrelas e flores de cura

Quem de nós nunca olhou para o céu e ficou pensando sobre os segredos escondidos nas estrelas?

Quem de nós nunca se encantou diante da beleza de uma flor?

Se considerarmos a máxima “assim na terra como no céu”, temos uma pista. Desde a mais remota antiguidade, a Astrologia com as suas estrelas e planetas junto com as flores estão ao nosso alcance.

Muitas pessoas acreditam que a Astrologia se limita simplesmente a oferecer horóscopos de jornais para todas as pessoas indistintamente. Mas a Astrologia é muito mais do que isso: é também uma excelente ferramenta para o diagnóstico e entendimento das questões que envolvem a vida das pessoas. Neste caso, é uma forma de tratamento. Existe quem a denomine de Astrologia Terapêutica ou Astrologia Psicológica, ou ainda, como prefiro, Astroterapia, até porque uso a Terapia Floral neste processo.

Tudo tem início com o Mapa Natal da pessoa, que é produzido pelo astrólogo. O Mapa Natal é tão individual quanto a impressão digital ou o código genético, porque mostra a estrutura e a dinâmica da psique de cada um de forma extremamente detalhada, funcionando como um ponto de referência objetivo que contrabalança a subjetividade do processo terapêutico, acelerando a fase de diagnóstico e ajudando a criar empatia com a visão de mundo do cliente.

O Mapa Natal funciona como uma máquina do tempo dando um diagnóstico que permite ao terapeuta ter acesso aos eventos psicológicos que cobrem todo o período do nascimento até a morte. Por exemplo, podemos estudar os trânsitos de um cliente num determinado momento da sua vida e descobrir uma pista que nos leve a eventos traumáticos que podem ter ocorrido na infância, ou nos projetar ao futuro e apontar períodos onde o cliente estará mais propenso a se confrontar com novas crises. Tais projeções não só predizem uma crise generalizada, como também o tipo e a duração de uma crise específica. Portanto, um mapa natal ajuda ao terapeuta tanto no diagnóstico como no prognóstico, pois além de mostrar a simbologia dos conflitos e complexos internos, ele também aponta as áreas e épocas de um provável crescimento.

Utilizo o Mapa Natal como uma ferramenta para ter um diagnóstico, porém não o interpreto quando estou fazendo um atendimento terapêutico. Se a pessoa desejar, poderemos fazê-lo num outro momento. Contudo, ele acelera enormemente a fase do diagnóstico da terapia e me ajuda a criar maior e mais rápida empatia com a visão de mundo do meu cliente – isto é, com o seu mito pessoal.

É chegada a hora das flores participarem do processo de cura…

Somando o amoroso auxílio das flores

Com a ajuda das Essências Florais, o processo se torna mais fácil, rápido e efetivo, porque elas são capazes de tocar todos os aspectos da experiência humana através da alma, acessando o que nos move. Como a flor na planta, a alma humana expressa a riqueza da experiência; dá cor, textura e sentimento. É a incursão na dor, na vulnerabilidade e na entrega, é a profundidade da experiência, a expansão da consciência.

As Essências Florais potencializam, mas cada um deve ser responsável pela própria cura, inclusive permitindo se curar. Floral não é um processo mágico onde tomamos algumas gotas e estamos curados. Nem é panacéia para todos os males. Só um Terapeuta Floral com profundo conhecimento sobre as essências poderá avaliar e indicar o uso da Essência Floral em cada caso, que na Astroterapia é mostrado pelo evento astrológico, intensificando o trabalho e acelerando o processo terapêutico.

Para facilitar a compreensão do funcionamento deste processo terapêutico a partir do Mapa Natal e utilizando Essências Florais, eis o relato de um caso: homem, 33 anos ao iniciar a terapia, casado, o primeiro filho estava a caminho, chegou motivado para se tratar porque a esposa referia que não falava sobre os seus sentimentos para depois explodir com muita raiva – o que trazia sofrimento para ambos. Não queria imprimir este tipo de comportamento na relação com o filho tão desejado que estava para nascer e, muito menos, perder a esposa que amava.

Ao olhar o Mapa Natal, lá estava Mercúrio fazendo quadratura com a Lua, que se opunha a Marte. Esta colocação, por si só, já causa muita dificuldade para a pessoa porque não aprendeu a compartilhar seus sentimentos, nem a demonstrar suas necessidades e desejos na vida. Como conseqüência, represa tudo o que sente e acaba explodindo após agüentar toda a pressão que pode. O resultado é a raiva, a mágoa, a dor e o sofrimento consigo e com as pessoas envolvidas no processo. Várias essências florais foram utilizadas ao longo do processo terapêutico, mas, sem dúvida alguma, para este homem a grande essência foi Fishhook Cactus, dos Florais do Deserto. Na medida em que o processo ia se desenrolando em sessões semanais, ele foi se abrindo, aprendendo a expressar seus sentimentos. Resgatou a alegria da troca emocional, passou a falar sobre o que sentia e a expressar as suas necessidades em longas e produtivas conversas, que foram incorporados ao seu cotidiano.

É importante lembrar: cada caso é um caso, tem suas próprias implicações, resultando na forma e fórmula adequadas para aquele momento e para aquela pessoa em particular. E isto só pode ser observado a partir das estrelas (Mapa Natal), com o amoroso auxílio das flores (Essências Florais), trazendo a cura neste processo que denominamos Astroterapia.

Publicado no site Absoluta em abril de 2007